quinta-feira, 13 de março de 2008

Poliedra – Parte I (5)

As vezes que era perseguida pelos colegas de escola com a cantilena da Poliedra “negra e escura como a pedra” diminuíram. Diria até que desapareceram por completo.

Era agora temida pelos colegas e admirada pelas colegas: corria mais que eles e era mais mulher que elas.
E fazia valer-se disso.

Ainda que algo desengonçada, Polly era ágil.

Não sabia o que fazer…
Longe do bulício das cidades, e dos professores que lhe indicariam os exercícios adequados à sua (tão normal!!!) assimétrica condição de adolescente, procurou os conselhos do Pai.

De figura frágil e pouco atraente, o Pai cedo percebeu o extremo a que Polly levou a sua mensagem. A ânsia, o desespero com que procurava respostas quanto aos métodos que poriam fim à sua tão pouco apelativa – pensava ela! - forma física, enlouqueciam a casa inteira…

No tempo que passava no casarão, – que era cada vez menos - ela subia e descia as escadas vezes sem conta, derrubando tudo e todos que com ela se cruzavam. A criadagem apelidou-a de terramoto, mas, na verdade, ela parecia-se cada vez mais com um tufão.

Face ao cataclismo doméstico anunciado, Pai e Mãe decidiram que mandá-la andar pela Serra não lhe faria mal nenhum. No mínimo, gastaria toda aquela energia e vitalidade que ameaçavam acabar com a sanidade mental de todos os habitantes daquela casa.
Ao mesmo tempo, ganharia destreza e aumentaria a agilidade. Caminhar ao sol e respirar o ar mais puro que se conhece, não traria, com toda a certeza, nenhuma consequência nefasta.

Pensavam eles…

Etiquetas:

5 Comentários:

Blogger Paula disse...

Pensavam eles...
Aí é que está o problema: mal eles sabiam o que os esperava!
I think...
:)
Bjs!

17 de março de 2008 às 14:10  
Blogger [_David_] disse...

:)

19 de janeiro de 2009 às 01:16  
Blogger [_David_] disse...

:)

19 de janeiro de 2009 às 01:16  
Blogger TONTURA RURAL MUSICA EXPERIMENTAL E POESIA LUCIA disse...

TONTURA RURAL AQUELA COISA QUE SE PODE SENTIR QUANDO ESTAMOS NUM SITIO ONDE NAO SE PASSA NADA. DRONED SOUNDS! TONTURA RURAL! A LETARGIA INVADE O ESPIRITO E UMA PESSOA COMEçA LOGO A ENGENDRAR PLANOS PARA PODER ESCAPAR VIVO. IMPROV NOISES! PLAY WITH THE BREATH! TONTURA RURAL! FUGIR PARA O MATO E GRITAR ATE ATRAIR A ATENCAO DE TODOS OS CAES VADIOS. A PERDIçAO E A SALVAçAO! TONTURA RURAL! E NO MEIO DE TODO O ALVOROçO LOGO APARECE UM PASTOR EMBRIAGADO A FALAR EM ANJOS COM CAUDAS DE OVELHA. POESIA LUCIA! TONTURA RURAL! O LUAR ILUMINA OS DENTES PODRES DO PASTOR E UMA PESSOA POE-SE A SONHAR COM CAVERNAS PRMITIVAS ONDE SE PRATICAVAM ARTES MAGICAS. TONTURA RURAL! SONS BIOOO T``OO`O`O`XICOS. FAZ-SE ENTAO UMA FOGUEIRA AO LADO DO RIACHO, TOCAM-SE OS TAMBORES, SOAM-SE AS TROMPETAS E LOGO APARECE UM BARQUEIRO RODEADO DE MATERIAL INFORMATICO INTERMITENTE. FOLKLORIK! PUNKADELIK! TONTURA RURAL! O RITUAL EH PROCESSADO PELOS CHIPS, OS CAES LAMBEM OS CABOS ELECTRICOS E O PASTOR MERGULHA NA AGUA E DESAPARECE. TONTURA RURAL! ALGODAO DOCE E LIMALHA DE FERRO! TOnTURA RURAL! AGUA MOLE SOBRE PEDRA DURA TANTO BATE ATE QUE FURA! TONTURA RURAL! FELIZ NATAL! enjoy the sounds!

14 de janeiro de 2010 às 13:07  
Blogger 日月神教-向左使 disse...

AV,無碼,a片免費看,自拍貼圖,伊莉,微風論壇,成人聊天室,成人電影,成人文學,成人貼圖區,成人網站,一葉情貼圖片區,色情漫畫,言情小說,情色論壇,臺灣情色網,色情影片,色情,成人影城,080視訊聊天室,a片,A漫,h漫,麗的色遊戲,同志色教館,AV女優,SEX,咆哮小老鼠,85cc免費影片,正妹牆,ut聊天室,豆豆聊天室,聊天室,情色小說,aio,成人,微風成人,做愛,成人貼圖,18成人,嘟嘟成人網,aio交友愛情館,情色文學,色情小說,色情網站,情色,A片下載,嘟嘟情人色網,成人影片,成人圖片,成人文章,成人小說,成人漫畫,視訊聊天室,性愛,性感影片,正妹,聊天室,
情色論壇

28 de junho de 2010 às 01:13  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial